António Capucha

Amália Ribeiro
Junho 21, 2017
Agradecimento – A família do Capitão Alfredo Pereira Afonso
Junho 21, 2017
Voltar

António Capucha

A nossa pequena comunidade de estropiados, incapacitados de modo vário e outros (tantos) simplesmente demasiado antigos para terem a autonomia que tão necessária é para a nossa auto-estima, que ao contrario do que aparenta, continua a ser um valor fulcral da existência de cada um de nós. A expressão prática desta afirmação é facilmente observável se considerarmos a enorme quantidade de nós que recuperou de situações que anteriormente considerávamos absolutamente inultrapassável, fatais como o destino, para lá das nossas energias e vontades. Desde que faço parte deste pequeno clã, aprendi a entender que não há nada mais falso do que isso; e isso não se passa apenas comigo, não sou um caso extraordinário, muito pelo contrário, há inúmeros indivíduos e senhoras que dia a dia superam as suas dificuldades. Todos. Jovens e menos jovens, não desistem. Alicerçados numa disciplina benigna, e no profissionalismo dos técnicos de saúde, diversos terapeutas disto e daquilo, auxiliares, administrativos e Direcção, a que se vem juntar uma infra-estrutura eficaz e adequada às necessidades. Ainda que, por ser minha, esta opinião fosse suspeita, refiro a opinião da minha mulher que acha sem rebuço algum, que, a informalidade que aqui é respirável e se sente fortemente, não faz cair no facilitismo ou no: – não vale a pena-, por parte de todos com quem ela, de uma forma ou de outra, teve que tratar das diversas coisas formais, cujas são incontornáveis. Os profissionais, sem excepção, apresentaram a mesma desenvoltura profissional e informalidade que longe de qualquer intimidade absolutamente escusada, e descabida, encontrou, tão somente, simpatia no seu estado quase puro. Mas refere ainda mais a minha mulher: Em todos os contactos é notável a recusa da borucracite-aguda, agreste e estúpida que afecta tantos e tantos serviços a que temos de recorrer. Não diria que aqui me sinto em casa porque me faltam os cães e os miúdos.

Em resumo: Eu e qualquer outro em meu igual, em igual condição, estamos aqui em segurança cercados continuadamente, por toda esta estrutura benfazeja.

http://peroracao.blogspot.pt